“Perigos do Provincialismo”: Queijo de Leite Cru (Francês e Americano)

Às vezes só nos resta sacudir as cabeças em perplexidade diante dos burocratas da FDA (Administração Regulamentar de Alimentos e Medicamentos). Artigos recentes no New York Times and até mesmo o Valley News vêm descrevendo a controvérsia sobre o uso do leite cru por produtores artesanais de queijo, muitos dos quais trabalham em Nova Hampshire e Vermont. Hoje nos Estados Unidos o leite cru só pode ser usado na produção de queijos com tempo de cura de pelo menos 60 dias para comercialização. O debate atual questiona se este período de cura não deveria ser aumentado ou o uso de leite cru proibido de vez.

Não há dúvida de que queijos feitos em condições sanitárias precárias com leite cru ou leite pasteurizado, de leite produzido também em condições sanitárias precárias, podem conter bactérias salmonella, listeria e e-coli.  Porém, o mesmo acontece, de acordo com vários websites da USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos), com “qualquer alimento de origem animal,  como a carne, aves… ovos, frutos do mar, e algumas frutas e verduras”. A questão central são as condições sanitárias, e não o uso de leite cru em si.

Dito isto, a França tem um experimento em andamento há anos que pode ser de interesse para os mandarins da saúde. Envolvendo milhões de pessoas ao longo de vários séculos, inclusive este humilde servo e sua família, diz respeito aos franceses que regularmente comem queijo de leite cru, a maior parte do qual com tempo de cura menor do que 60 dias. O Camembert de leite cru na foto acima acompanhou meu almoço ontem, e mirabile dictu, ainda estou aqui para escrever sobre ele. Os peritos atrás do balcão da Lillo, nosso empório dos queijos local, dizem que 80% dos queijos que eles vendem são de leite cru.  Favor tomar nota, FDA.

Nota: A expectativa de vida de cidadãos franceses é de 80.7 anos; a dos americanos é de 78.3 anos.

Adendo: Abaixo se vê um aviso típico em menus de restaurantes nos Estados Unidos:

O Departamento de Saúde Pública adverte que a ingestão de produtos crus ou pouco-cozidos de carne, aves, ovos e frutos do mar apresenta risco à saúde de todos, mas principalmente idosos, crianças menores de quatro anos de idade, mulheres grávidas, e outros indivíduos altamente suscetíveis devido a sistemas de imunização comprometidos.

Não será incongruente que as pessoas que saem para comer tenham a permissão do governo de fazer as próprias escolhas quanto ao preparo dos alimentos que vão ingerir, mas que sobre os produtos do leite caiam a mão pesada dos regulamentos?

Source: http://www.dartblog.com/data/2011/03/009418.ph

Translated by Robin Geld

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s